Patricia Novaes
Oi gente!

Estou passando rapidinho aqui porque ando correndo com minha monografia.
Só vim fazer uma correção, na verdade uma observação sobre aquele post "coisas que me irritam" e a pronuncia da palavra Chaise, pois recebi um comentário e não tenho o e-mail da Luciana pra gente conversar, então vai por aqui mesmo eheheeh

Lu (posso te chamar assim?), não é que eu não gosto que me corrijam, acho super válido quando feito com delicadeza e quando a pessoa sabe o que está falando. Obrigada pela sua dica de que Chaise é uma palavra francesa e pode ser pronunciada nesse caso como "chéze", porém eu conheço essa palavra vindo do inglês e ela existe no dicionário da língua inglesa, então também não está errado o modo como eu a pronuncio, certo?  Então não cabe correção daquelas pessoas que ficam repetindo a palavra depois que falo... mas sua dica foi super válida, assim também não vou mais pensar que a pessoa está me corrigindo errado e pronunciando errado, apesar de que eu nunca corrijo. Todos aprendemos mais uma agora: chaise é uma palavra de origem francesa!!

Eu estava estudando francês, mas tranquei a matrícula em agosto do ano passado porque não estava conseguindo me dedicar por causa da gravidez e eu já tinha noção do que me esperava, pretendo voltar no próximo ano, e apesar de ter estudado um pouco de francês sempre que vejo uma palavra francesa tento pronuncia-la em inglês primeiro, demoro pra me tocar de que é francês, coisa de gente lesada da cuca e que adora inglês.

Para quem estuda línguas vai uma diquinha de um dicionário que eu adoro:
http://www.thefreedictionary.com/  tem em várias línguas e o mais legal é que tem o som das palavras.

Eu já tinho lido algo sobre isso e fui procurar agora, não achei a matéria original, mas essa é bem legal, diz que:
Aprender duas ou mais línguas pode proteger de sintomas de demências na velhice.
"Estudo sobre o efeito do bilingüismo ao longo da vida, realizado na Universidade de Toronto, (Canadá -2007), publicado na Neuropsychology, constatou que as pessoas bilíngües apresentaram melhores desempenhos em testes mentais, mesmo tendo as mesmas queixas cognitivas. Esses resultados sugerem que pessoas bilíngües têm mais reservas cognitivas, isso inclui um aumento de conexões neurais, aumento do vocabulário e uma maior reorganização funcional da atividade cerebral, sendo um fator protetor de sintomas de demência

Matéria completa aqui: http://www2.uol.com.br/vyaestelar/bilingues_memoria.htm

Ah se eu fosse rica e não trabalhasse... eu iria estudar todas as línguas que eu conseguisse... adoroooo!! E aí eu iria conhecer os países claro...

Outro dia em um papo de Facebook tinha uma mãe reclamando de estudar com os filhos, achei um desperdício porque eu  não vejo a hora do Octávio começar a estudar, dessa vez eu vou aprender o português correto, e vou curtir muito estudar geografia e história, e talvez eu perca o trauma da matemática.

Tá vendo? Nem só de futilidades vive esse blog!
Continuem comentando, eu adoro!!
Coloquei um link aí do lado do meu perfil no Facebook, quem quiser me add! Também deixei aí meu e-mail e msn.

Até meados da próxima semana eu estarei livre da minha monografia então voltarei com mais frequência e cheia de novidades!


Agora vou correr lá pra ver quem matou a Norma rsrsrs

Um abraço Lu, beijos pra todos e bom final de semana!!
Marcadores:
Lilypie - Personal pictureLilypie First Birthday tickers